A Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT aplicou pesadas sanções administrativas contra cinco empresas operadoras de serviços de transporte rodoviário de passageiros. Todas são acusadas de descumprir o art. 36 do Decreto nº 2.521/1998, que regulamenta a exploração destes serviços. As empresas estavam operando irregularmente rotas que não estavam autorizadas pela agência. Por isso, de acordo com o art. 86 do referido decreto, a ANTT optou por declarar a inidoneidade das empresas infracitadas:

– J. L. de Salles Turismo, CNPJ nº 10.802.786/0001-14 => 4 anos

– Real Turismo Ltda. – ME, CNPJ nº 07.668.893/0001-97 => 3 anos

– Bonemann Transportes Rodoviários Ltda., CNPJ nº 07.617.528/0001-53 => 3 anos

– L.C. dos Santos Silva Turismo ME., CNPJ nº 10.831.192/0001- 31 => 3 anos

– Centro Sul Viagens e Turismo LTDA., CNPJ nº 02.262.978/0001-57 => 3 anos

Comentários do CAB: Algumas das empresas tiveram até o seu registro de fretamento cassado. A punição é pesada, porém necessária para acabar com a farra dos transportes públicos no país. Se as empresas autorizadas já possuem motoristas despreparados, carros velhos e sem conforto e desrespeito às leis, imagine então uma que opera na clandestinidade.