A prioridade da gestão atual do Governo do Distrito Federal são obras, como urbanização, construção e reformas de espaços públicos, infraestrutura e melhorias em Tecnologia da Informação. Em uma breve análise feita pelo Canal Aberto Brasil constatou-se que o governo local investiu aproximadamente R$ 2,2 bilhões nessas áreas.

A obra que mais recebeu recursos do governo este ano foi a implantação do Veículo Leve sobre Pneus – Eixo Sul (Expresso DF), com um aporte de R$ 619 milhões. A obra faz parte das ações de mobilidade urbana, que visam preparar a cidade para receber grandes eventos esportivos e culturais.

O GDF também destinou R$ 442 milhões para a conclusão do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha e desembolsou mais de R$ 152 milhões para obras de recuperação estrutural de vias. Além disso, as ações de ampliação da rede de iluminação pública receberam investimentos de R$ 45,6 milhões.

Na área de Saúde, Educação e Assistência Social, que deveria ser a área com maior prioridade, houve aplicação de R$ 34 milhões na construção de unidades de internação, R$ 32 milhões na construção de creches, R$ 23 milhões na ampliação do Hospital da Criança, R$ 26 milhões na aquisição de equipamentos para saúde e mais R$ 20 milhões na construção de Unidades de Pronto Atendimento  – UPAs. Isso dá um total de apenas R$ 135 milhões – aproximadamente 30% do valor gasto na conclusão do polêmico estádio.

O secretário de Planejamento e Orçamento, Paulo Antenor de Oliveira, afirmou que o GDF está trabalhando com uma previsão para 2014 de  R$ 5 bilhões para investimentos no orçamento.  Segundo ele, só foi possível tais investimentos graças a criação da Junta de Execução Orçamentária e Financeira – JEO, que permitiu que o governo fizesse o monitoramento constante dos projetos estruturantes.

A JEO tem por função aprimorar a utilização dos recursos em função das prioridades definidas pelo governador, canalizando os recursos e esforços de gestão para a implementação do programa de governo.