A Secretaria de Tecnologia da Informação – STI do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, para facilitar o trabalho no serviço público, economizar tempo, esforços e investimentos, lançou um catálogo com o resultado de uma consulta que levantou, em dois meses, os softwares disponíveis nos 220 órgãos que integram o Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação – Sisp.

Para facilitar o acesso e a consulta às soluções, os órgãos poderão realizar diversos filtros no catálogo de software. Os sistemas podem ser pesquisados por órgão, categoria, plataforma operacional, banco de dados, sistema operacional, entre outros. O instrumento também permite conhecer as principais necessidades de softwares dos órgãos.

“Esperamos que este instrumento apoie as instituições na busca de soluções que possam ser compartilhadas, refletindo na redução de custos de aquisição ou desenvolvimento de softwares”, disse a diretora de Governança e Sistemas de Informação do Ministério do Planejamento, Ana Carolina Degaspari.

Ainda há tempo de contribuir com a iniciativa. As informações para as instituições que quiserem incluir seus softwares no catálogo podem ser enviadas pelo site do Sisp.

O advogado e mestre em Direito Público, Jorge Ulisses Jacoby Fernandes, destaca a importância da iniciativa para o aperfeiçoamento da Administração Pública. “Além da economia de recursos e de esforços, a publicação auxilia os órgãos a cumprirem a Instrução Normativa SLTI nº 04/2014, que determina que antes de desenvolver ou contratar um novo software, os órgãos devem analisar se há esforços similares realizados por outros órgãos ou entidades da Administração Pública. A norma também determina a disponibilização das soluções entre os órgãos ou entidades da Administração Pública”, explica o advogado.