Do PiniWeb, com adaptações

O primeiro estádio para a Copa do Mundo de 2022 no Catar começou a ser construído na terça-feira, 20, segundo um comunicado do Comitê Organizador Local. Trata-se do Al-Wakrah, cujas escavações para as fundações já foram iniciadas pela empresa HBK.

Localizado a 15 km ao sul de Doha, capital do país, o Al-Wakrah terá capacidade para 40 mil torcedores e será anexado a um complexo com hotel, centro de treinamento, escolas e parques. Depois do Mundial, os assentos serão reduzidos pela metade e o estádio será a casa do Al-Wakrah Sports Club. A previsão é de que a arena seja entregue em 2018, quatro anos antes do início da competição.

O Catar vem sendo alvo de denúncias de trabalho análogo à escravidão e, por isso, o Comitê Organizador fez questão de salientar que a empresa HBK se comprometeu em “respeitar as normas de bem-estar dos trabalhadores de acordo com os direitos trabalhistas do Catar e as melhores práticas internacionais que protegem os direitos dos trabalhadores”.

Assim como o Brasil, o país também pretende construir doze estádios para a Copa do Mundo de 2022, sendo seis deles localizados em Doha. O Lusail Iconic, que terá capacidade para 86.250 pessoas, será o palco da abertura e do jogo final da Copa. O Al-Shamal, com o design considerado o mais inovador, poderá receber 45.120 pessoas. O Estádio Internacional de Kahlifa, que atualmente tem capacidade para 50 mil lugares, deverá ser ampliado para receber 68.030 pessoas.

O Umm Slal Stadium poderá receber 45.100 pessoas e, assim como o AL-Wakrah, terá sua capacidade reduzida após o Mundial. A previsão é de que permaneçam 25 mil lugares. O Qatar University terá 43.520 lugares e também deverá ter redução de espaço para torcedores depois de receber a Copa.

O Education City terá espaço para 45.350 pessoas, o Sports City Stadium vai poder receber 47.560 torcedores e o Al-Khor terá capacidade para 45.330. Os já existentes estádios de Rayyan e Al-Gharafa Stadium serão ampliados e poderão receber até 44.740 pessoas cada.

O Doha Port Stadium, na região do porto de Doha, é considerado o mais impressionante por ser localizado dentro de uma lagoa, e deve ser o último a ficar pronto. A capacidade será de 44.950 torcedores.

Comentários do CAB: Os árabes do Catar dando uma aula de competência e organização. Isso só mostra o quanto nosso burocrático país ainda tem muitas questões para avançar no campo da governança. Quem sabe a reforma da Lei de Licitações não seja o primeiro passo para transformar o Brasil?