Por meio da Portaria nº 436/2014, a Controladoria Geral da União – CGU criou um Comitê de Tecnologia da Informação próprio. Desde o advento da Instrução Normativa nº 4/2008, que foi revogada pela IN nº 4/2010, os órgãos e entidades da Administração Pública buscam acompanhar e cumprir as novas regras de TI estabelecidas.

A portaria criou o comitê visando à promoção da governança e do uso estratégico da tecnologia da informação, por meio da coordenação, articulação e priorização das ações e investimentos em tecnologia da informação. Ao Comitê de Tecnologia da Informação competirá:

I – participar da elaboração do Plano Estratégico de Tecnologia da Informação – PETI, alinhado ao Plano de Integridade Institucional – PII;

II – participar da elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação da CGU – PDTI, o qual será desdobrado no Plano de Ações de Metas;

III – priorizar as destinações orçamentárias dos recursos em tecnologia da informação desta Controladoria;

IV – priorizar as ações de capacitação para a implantação e manutenção de soluções de tecnologia da informação;

V – priorizar o atendimento às demandas por soluções de tecnologia da informação, em consonância com a capacidade operacional da Diretoria de Sistemas e Informação;

VI – monitorar o andamento dos projetos e o desempenho das soluções de tecnologia da informação em relação aos resultados para o negócio institucional.

Comentários do CAB: Já não era sem tempo a criação de um comitê de TI na CGU, de forma a dar cumprimento a todas as novas regras definidas pela IN nº 04/2010. Desde a instrução normativa anterior se tinha a diretriz de buscar, por meio de Comitês de TI, o planejamento das compras e serviços, que hoje são imprescindíveis a qualquer organização, seja pública ou privada.