A Diretoria da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT autorizou o início da cobrança de pedágio nas praças 9 e 10 da BR-040. A medida foi publicada no Diário Oficial de hoje, 13, e passa a vigorar dentro de 10 dias. O pedágio já estava estipulado no contrato de concessão, assinado pelo consórcio vencedor.

O trecho com pedágios da BR-040 liga Brasília/DF a Juiz de Fora/MG. No total, são 11 praças de pedágio, das quais nove já estavam em plena operação desde julho deste ano. Os pedágios de Itabirito/MG e Conselheiro Lafaiete/MG, no entanto, precisou adiar a cobrança enquanto aguardava a emissão do Termo de Vistoria concedido pela ANTT.

Quanto custa o pedágio da BR-040?

O valor do pedágio na BR-040 está estipulado em R$ 4,60 em cada praça. A partir do dia 24, um motorista que viaje de Brasília para Juiz de Fora pagará R$ 50,60 apenas das taxas. Quando maior for o veículo, mais caro é o pedágio. Um motorista de uma carreta com seis eixos paga R$ 27,60 em cada praça, totalizando R$ 303,60 no percurso total.

Veja a seguir a tabela com os valores cobrados:

TABELA DE TARIFAS
Praças: P1, P2, P3, P4, P5, P6, P7, P8, P9, P10 e P11
Categoria de veículo Tipo de veículo Número de eixos Rodagem Multiplicador da tarifa Valores a serem praticados
1 Automóvel, caminhonete e furgão 2 Simples 1,0 4,60
2 Caminhão leve, ônibus, caminhão-trator e furgão 2 Dupla 2,0 9,20
3 Automóvel e caminhonete com semirreboque 3 Simples 1,5 6,90
4 Caminhão, caminhão-trator, caminhão-trator com semirreboque e ônibus 3 Dupla 3,0 13,80
5 Automóvel e caminhonete com reboque 4 Simples 2,0 9,20
6 Caminhão com reboque, caminhão-trator com semirreboque 4 Dupla 4,0 18,40
7 Caminhão com reboque, caminhão-trator com semirreboque 5 Dupla 5,0 23,00
8 Caminhão com reboque, caminhão-trator com semirreboque 6 Dupla 6,0 27,60
9 Motocicletas, motonetas, bicicletas moto 2 Simples 0,5 2,30
10 Veículos oficiais e do Corpo Diplomático

 

Histórico do leilão da BR-040

A licitação foi anunciada no final de novembro e ocorreu, na modalidade leilão, no final de dezembro de 2013. A vencedora ganhou o direito de explorar o trecho por 30 anos, mediante cobrança de pedágio e garantindo sempre excelentes condições de tráfego nas rodovias.

O Estado de Minas Gerais sempre foi conhecido pelas péssimas condições nas estradas que interligam regiões vitais do país. A Unidade da Federação faz fronteira com São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Goiás e Mato Grosso do Sul. De alguns anos para cá, o governo mineiro apostou na privatização das estradas e conseguiu melhorar a qualidade das pistas.

Hoje, Minas é um dos estados com maior número de pedágios do país. O governo estadual planeja licitar todos os quilômetros restantes de rodovias federais que cortam o estado, tornando se a primeira unidade da federação a ter todas as estradas privatizadas.