Dentre os diversos legados que um evento de grande porte como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas e Paralimpíadas de 2016, um dos mais importantes é a disseminação da cultura local. Enquanto os olhos do mundo estão voltados para o país sede dos jogos, a difusão da cultura e das características daquele país chama a atenção e servem como estímulo ao turismo e, consequentemente, à economia.

Ministro fala sobre as olimpíadas e as ações de cultura durante o evento
“As Olimpíadas reforçam a marca da cidade e, como um grande processo instalado, fica o chamado legado do evento”, afirma Juca Ferreira

Diante deste potencial, o Ministério da Cultura expediu a Portaria nº 113/2015, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 05 de novembro, instituindo o Comitê Executivo responsável por projetos e programas relacionados à cultura no âmbito das Olimpíadas e Paralimpíadas Rio 2016.

Dentre as ações empreendidas, o Comitê poderá criar Grupos de Trabalho setoriais específicos para colaborar com as ações e projetos do colegiado. Aém disso, poderão ser convidados a colaborar com os trabalhos do Comitê representantes de órgãos e entidades públicas ou privadas e pessoas físicas cujas atividades se relacionem com os objetivos do trabalho.

Como mecanismo de acompanhamento do trabalho do grupo, após a realização das Olímpiadas e Paraolimpíadas Rio 2016, deverá ser apresentado relatório final acerca das atividades desenvolvidas, no prazo de 180 dias a contar do encerramento do último evento.

Expectativa do Ministério da Cultura para os Jogos

O Ministério da Cultura já vêm atuando na preparação de ações para os jogos olímpicos. Em fevereiro deste ano, foi criado o Fórum Permanente de Cultura do estado do Rio de Janeiro. Proposto pelo ministro da Cultura, Juca Ferreira, e composto artistas, produtores e realizadores culturais do Rio, o grupo tem o objetivo de discutir demandas do setor e projetos e ações culturais para as Olimpíadas de 2016. Durante o evento de lançamento, foi apresentado um estudo sobre o perfil do público consumidor de cultura da cidade.

Para o ministro, os eventos trarão novas oportunidades para o setor de cultura e entretenimento no Rio de Janeiro. “Os Jogos receberão mais turistas do que a Copa do Mundo. É uma oportunidade de ouro para divulgarmos nossa cultura para os outros países” afirmou. O ministro lembrou, ainda, do capital simbólico proveniente do evento. “As Olimpíadas reforçam a marca da cidade e, como um grande processo instalado, fica o chamado legado do evento” completou Juca Ferreira.