Aquisições de bens e serviços na área de Tecnologia da Informação e Comunicações – TIC pelo governo federal somaram aproximadamente R$ 6,03 bilhões em 2014. Para concretizar as compras, a esfera federal realizou exatos 17.680 processos, segundo dados do Portal de Compras do Governo Federal, o Comprasnet.

De acordo com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – MPOG, com os pregões eletrônicos e presenciais, o governo obteve uma economia de 18% sobre os preços de referência, o representa um montante de R$ 993 milhões em compras e contratações de serviços nas áreas de TIC.

No ano de 2014, o pregão eletrônico a modalidade mais utilizada, correspondendo por 77% de todos os certames do segmento e movimentando cerca de R$ 4,66 bilhões. O uso do pregão obteve um crescimento 21% se comparado com os dois últimos anos. Quando a comparação é com o mesmo período de 2013, as compras de TIC tiveram um expressivo aumento de 18% em valores monetários.

Dados expressivos

Os computadores de mesa e notebooks foram os bens de TIC mais adquiridos por órgãos do governo federal. Apenas a aquisição desses itens foi responsável por R$ 739,7 milhões. Uma ideia do MPOG para o futuro é a de aglutinar as demandas dos órgãos públicos e realizar somente uma grande compra única, o que reduziria o valor unitário e geraria ainda mais economia para o erário.

Quem lidera a lista de órgãos que mais compraram bens e serviços de TIC é o Ministério da Educação, seguido pelo Ministério da Defesa e pelo Ministério da Fazenda. Os valores contratados foram de, respectivamente, R$ 2,04 bilhões, R$ 1,61 bilhão e R$ 418,8 milhões.

No ano passado, as compras públicas de bens e serviços em geral realizadas através do Comprasnet foram realizados aproximados 170 mil certames licitatórios que movimentaram quase R$ 62,1 bilhões.