O Banco Central do Brasil, a reboque da iniciativa elogiável da CGU, estabeleceu procedimentos para a análise de consultas sobre a existência de conflito de interesses e de pedidos de autorização para o exercício de atividade privada por servidor de seus quadros funcionais.

Comentário do CAB: a importância de cada órgão normatizar essa matéria deve-se às peculiaridades distintas das atribuições dos cargos ocupados pelos agentes públicos nos órgãos e entidades da administração pública brasileira. Disso decorre que uma determinada situação que poderá ocasionar um conflito de interesses em um órgão, poderá não ser relevante em outro.