O contribuinte que pretende receber a restituição do último lote do Imposto de Renda Pessoa Física ainda em 2014 deve verificar se a declaração está retida na malha fina. Há a possibilidade de receber o dinheiro neste ano, se forem adotados alguns procedimentos para fugir das garras do leão do imposto de renda.

Segundo o supervisor do Programa do Imposto de Renda, Joaquim Adir, basta verificar o extrato da declaração para ver se não há pendência ou inconsistências no documento enviado à Receita e realizar a correção: “Se ele encontrar algum problema basta fazer a correção que ele ainda tem, sim, a chance de receber no último lote.”

Para ter acesso ao extrato do imposto de renda, o contribuinte cadastrado deve procurar o Centro Virtual de Atendimento da Receita Federal (e-CAC). Se não for cadastrado, o contribuinte deve informar os números dos recibos de entrega das declarações do Imposto de Renda Pessoa Física (Dirpf) dos exercícios referentes às declarações ativas (últimas entregues) das quais o contribuinte seja titular.

Em caso de existência de registro de declaração de somente um dos últimos exercícios, destaca a Receita, será obrigatório que o contribuinte informe o número do recibo referente à declaração ativa (última entrega) deste ano.

Todos os anos, a Receita libera sete lotes regulares de restituições. O primeiro em junho e o último em dezembro. Nos meses seguintes, à medida que as declarações que estão na malha são corrigidas, há a liberação de lotes residuais.