A Agência Nacional de Transportes Aquaviários – Antaq e a Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT anunciaram nesta quinta-feira, 16, a celebração de convênio de cooperação técnica. O objetivo é estabelecer mecanismos facilitadores de trocas de informações imprescindíveis ao cumprimento da Lei nº 10.233/2001.

A legislação supracitada criou ambas agências reguladoras, o Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes e o Conselho Nacional de Integração de Políticas de Transporte. Além disso, estabeleceu diretrizes de ações e metas a serem seguidas por estas entidades.

Comentários do CAB: Não é novidade o péssimo estado de conservação das rodovias brasileiras. Esta medida tem o objetivo de buscarem-se alternativas marítimas e fluviais para o transporte, principalmente de cargas. Um país repleto de rios e com uma costa oceânica invejável não pode se dar ao luxo de dispensar tais vantagens. É uma forma eficaz de se reduzir o custo de produção de inúmeros produtos – bem mais interessante, diga-se de passagem, do que as constantes desonerações promovidas pelo Governo Federal.