A presidente Dilma Rousseff, em despacho publicado no Diário Oficial da União de hoje, encaminhou, para apreciação do Senado, o nome do desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, Reynaldo Soares da Fonseca para compor o Superior Tribunal de Justiça, no cargo de ministro.

Se aprovado, Reynaldo preencherá a vaga destinada a juízes dos tribunais regionais federais, decorrente da aposentadoria do Ministro Arnaldo Esteves de Lima.

O desembargador, que nasceu em São Luís do Maranhão, é formado em Direito pela Universidade Federal do Maranhão, possui pós-graduação em Direito Constitucional pela mesma faculdade e pela Universidade Federal de Santa Catarina e em Direito Penal e Processual Penal pela Universidade de Brasília. O juiz é também mestre em Direito Público pela PUC-SP.

Entusiasta do sistema de conciliação como meio alternativo de solução de conflitos, o desembargador foi procurador do Maranhão e do Distrito Federal. Em 1993, ingressou na magistratura, assumindo o cargo de juiz federal substituto da 4ª Vara da Seção Judiciária do DF. Em 2009, foi nomeado ao TRF-1 pelo critério do merecimento.