A Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal – SEEDF e a Câmara Legislativa do Distrito Federal, por meio da Escola do Legislativo, firmaram uma parceria para a realização de projetos educacionais para crianças de ensino fundamental e médio. O acordo foi firmado por meio da Portaria Conjunta nº 03, publicada no Diário Oficial do Distrito Federal desta segunda-feira, 14 de março.

A norma estabelece que a cooperação mútua consistirá na transferência de conhecimento, informações e experiências, ou quaisquer outras atividades de interesse comum das partes na área de educação para a cidadania e educação política, exceto informações protegidas por legislação específica e as consideradas de caráter confidencial pelas instituições cooperadas.

A parceria entre a CLDF e a SEEDF será para a execução dos Projetos Cidadão do Futuro e Jovem Cidadão, que pretendem oferecer educação política aos estudantes do DF. De acordo com a portaria, os objetivos dos programas são: contribuir para o reforço ou a formação de valores inerentes à democracia; favorecer a compreensão dos estudantes sobre as funções do Poder Legislativo e do Parlamentar; contribuir para a formação de consciência política para exercício da cidadania; favorecer a reflexão sobre a relação direta entre o Poder Legislativo e a democracia; contribuir para a formação política de crianças e jovens do Distrito Federal; e favorecer a aproximação da Câmara Legislativa com a sociedade.

A norma estabelece, ainda, o Projeto Cidadão do Futuro e o Projeto Jovem Cidadão tem como meta receber visitas de 2 escolas por semana, observada a capacidade de até 120 estudantes por visita e por escola.

Formação política para os professores

Na mesma portaria que estabeleceu a cooperação para a execução dos Projetos Cidadão do Futuro e Jovem Cidadão, também foi prevista a realização do curso de formação política para os professores da rede de ensino do DF. O curso tem o objetivo de introduzir os parâmetros mais importantes de análise política sobre os desafios e dilemas dos processos de representação política e de participação popular nas democracias; introduzir a reflexão sobre as dimensões políticas do processo legislativo como processo de formulação de políticas públicas; introduzir os parâmetros mais importantes de análise política sobre as relações Executivo/Legislativo, dentre outras.

O curso de Educação Política tem como meta formar 2 turmas por ano, com até 50 participantes por turma.