Canal Aberto Brasil
Absolutamente tudo sobre notícias

Índia pede que WhatsApp retire as polêmicas alterações da política de privacidade

O ministério escreveu uma carta ao CEO do WhatsApp pedindo que a empresa reconsiderasse sua privacidade de informações, liberdade de escolha e segurança de dados.

O WhatsApp pode estar exibindo anúncios de página inteira em jornais indianos, justificando suas últimas mudanças na política de privacidade, mas o governo indiano não está prestando atenção a essas garantias.

De acordo com o Press Trust of India (via Gadgets360), o Ministério de Eletrônica e Tecnologia da Informação (MeitY) pediu ao WhatsApp para retirar as alterações propostas em sua política de privacidade.

A plataforma de mensagens já atrasou a implementação dos novos termos. No entanto, com essa intervenção do governo indiano, podemos ver o serviço de propriedade do Facebook reverter as mudanças completamente.

WhatsApp foi solicitado a retirar as polêmicas alterações da política de privacidade (Foto: Pexels.com)

Carta do ministério ao CEO do WhatsApp

O ministério teria escrito uma carta com palavras fortes ao CEO do WhatsApp, Will Cathcart, pedindo à empresa que reconsiderasse sua privacidade de informações, liberdade de escolha e segurança de dados.

“Quaisquer mudanças unilaterais nos Termos de Serviço e Privacidade do WhatsApp não seriam justas e aceitáveis”, a carta teria notado.

A carta da MeitY, foi emitida um dia depois que o Supremo Tribunal de Delhi respondeu a uma petição dizendo que a nova política de privacidade do WhatsApp era uma coisa “voluntária” que as pessoas podem decidir não aceitar.

“Até o Google Maps captura todos os seus dados e os armazena”, disse o tribunal.

Não há nenhuma palavra no WhatsApp reconhecendo o pedido do governo. Se aceitar o pedido, porém, será o primeiro retrocesso na Índia, possivelmente estabelecendo um precedente para todas as outras redes de mídia social e a indústria de tecnologia em geral.

Via Android Authority
você pode gostar também

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK Mais detalhes