O jornal Folha de S.Paulo desta sexta-feira, 11, traz notícia em que esmiúça e compara o Regime Diferenciado de Contratação – RDC. A Folha destaca a flexibilidade do RDC, que diminuiu em dois terços o tempo total dos empreendimentos do início da licitação até a conclusão da obra, mas alega não ter havido redução de custos nas reformas dos aeroportos, como supostamente era esperado.

Leia a íntegra da matéria no site da Folha.

Comentários do CAB: Como foi feito à toque de caixa, era de se esperar que as obras da Copa não tivessem os custos reduzidos. No entanto, a matéria se omite em não fazer a comparação com obras do PAC, de infraestrutura da educação e saúde e nas demais áreas para as quais o RDC foi estendido. A lei possui diversas falhas e ainda está longe de ser ideal, mas já é um primeiro passo enquanto a nova Lei de Licitações não sai do papel.