Em portaria publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 07 de dezembro, o Ministério da Justiça autorizou a Força Nacional de Segurança Pública a atuar em apoio ao Estado de Goiás na elucidação de crimes de homicídios ocorridos no entorno do Distrito Federal.

Alexânia, cidade localizada a 90 km de Brasília, é a segunda cidade brasileira com maior índice de assassinato de mulheres
Alexânia, cidade localizada a 90 km de Brasília, é a segunda cidade brasileira com maior índice de assassinato de mulheres

A Força Nacional atuará sob o comando da Secretaria de Segurança Pública de Goiás. “A operação terá o apoio logístico e a supervisão dos órgãos de segurança pública do Estado, nos termos do convênio de cooperação firmado entre as partes, bem como a permissão de acesso aos sistemas de informações, inteligência, disque-denúncia e ocorrências, no âmbito da Segurança Pública”, destaca a norma. O grupo apoiará os órgãos de segurança do estado por um prazo de 180 dias.

A Força Nacional já havia atuado em Goiás em 2013, também na mesma atribuição de elucidação de homicídios. Naquela ocasião, o foco eram os casos ocorridos na capital, Goiânia, e na região metropolitana.

Entorno do DF no Mapa da Violência

As cidades do entorno do Distrito Federal figuram entre as mais violentas no país, de acordo com dados do Mapa da Violência. Alexânia, cidade localizada a 90 km de Brasília, é a segunda cidade brasileira com maior índice de assassinato de mulheres. Planaltina e Luziânia também figuram entre as mais violentas para as mulheres.

Em relação às mortes com arma de fogo, as cidades de Luziânia e Valparaíso também se destacam com números alarmantes.

O que é a Força Nacional de Segurança Pública?

De acordo com explicação do Ministério da Justiça, a “Força Nacional de Segurança Pública foi criada em 2004 para atender às necessidades emergenciais dos estados, em questões onde se fizerem necessárias a interferência maior do poder público ou for detectada a urgência de reforço na área de segurança. Ela é formada pelos melhores policiais e bombeiros dos grupos de elite dos Estados, que passam por um rigoroso treinamento no Batalhão de Pronta Resposta”.

Baseada na Força de Paz da Organização das Nações Unidas – ONU, a Força é coordenada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça. Os policiais da Força Nacional, após treinamento ou atuação, se reintegram às suas respectivas funções, em seus estados, onde também repassam os conhecimentos adquiridos aos demais membros de suas corporações. Desde que foi criada, cerca de 11 mil policiais passaram pelo treinamento para integrar a Força Nacional