Mais de 100 órgãos e entidades públicas até então manifestaram interesse em aderir ao Processo Eletrônico Nacional – PEN e começar a utilizar o Sistema Eletrônico de Informações – SEI para tramitar em plataforma digital seus documentos. Os dados foram divulgados na tarde da terça-feira, 28, pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão – MPOG, durante a 5ª Oficina de Governança Digital, realizada no auditório do Serviço Federal de Processamento de Dados – Serpro, em Brasília/DF.

O ministério está elaborando um sistema que permita a tramitação eletrônica entre os órgãos que utilizam o SEI ou outro software. A meta é fazer com que haja uma unificação da linguagem para que seja compreendida por softwares diferentes. Para o MPOG, a maioria dos 216 órgãos integrantes do Sistema de Administração dos Recursos de Tecnologia da Informação – SISP já estarão no PEN até o fim de 2015.

O efetivo funcionamento do SEI é uma das ações prioritárias do MPOG para este ano e está enquadrada no Programa Bem Mais Simples Brasil, em vigor desde fevereiro após sanção da presidente Dilma. Somente no ano passado, o Ministério das Comunicações afirma ter economizado mais de R$ 500 mil com a redução das impressões e folhas de papel utilizadas. A tramitação processual no órgão também caiu: de 199 para apenas 25 dias.

Em nível federal, a estimativa é que a economia com pessoal, equipamentos, suprimentos de informática e papel chegue à faixa de R$ 1 bilhão ainda em 2015, primeiro ano de implantação do processo eletrônico.