O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios – TJDFT proibiu a empresa Comércio e Indústria de Alimentos LTDA. – CIAL de contratar com o poder público por prazo de 3 anos. A empresa fica, ainda, proibida de receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios do poder público pelo mesmo período.

Na decisão, o juiz Vitor Hugo Aquino de Oliveira determinou também que a Junta Comercial do Estado de Goiás seja oficiada em relação à CIAL para efetivar as medidas cabíveis.