O Ministério da Saúde estabeleceu, no âmbito do Sistema Nacional de Controle de Medicamentos – SNCM, os mecanismos e procedimentos para rastreamento de medicamentos, por meio de tecnologia de captura, armazenamento e transmissão eletrônica de dados, em toda a cadeia dos produtos farmacêuticos .

O rastreamento é um conjunto de procedimentos que permitem traçar o histórico, a aplicação ou localização de medicamentos, por intermédio de informações previamente registradas, mediante sistema de identificação exclusivo dos produtos, prestadores de serviço e usuários, a ser aplicado no controle de toda e qualquer unidade de medicamento produzido, dispensado ou vendido no território nacional.

Comentário do CAB: as empresas do ramo de medicamentos que primeiro se instrumentalizarem terão preferência nas licitações?