O projeto do Fundo Iguaçu, que cria novos atrativos na região do Marco das 3 Fronteiras, hoje praticamente abandonada, será viabilizado com a exploração pela iniciativa privada. Isso porque já foi convocado um edital de licitação para revitalização da área.

O resultado do certame, conduzido pela Prefeitura de Foz do Iguaçu, será conhecido em fevereiro. O projeto de concessão também foi desenvolvido pelo Fundo Iguaçu. A concessão foi aprovada pela Câmara de Vereadores em setembro de 2014.

Pelo projeto do Fundo Iguaçu, o Marco das Três Fronteiras ganhará passarelas aéreas, que interligarão torres com até 60 metros de altura, de concreto e metal, no formato de árvores. Em cada torre serão desenvolvidas atividades como arborismo e escalada. No Espaço das Américas, serão instalados um restaurante panorâmico, um centro cultural e de eventos.

O projeto prevê também a criação de um show de águas dançantes e projeção de imagens em cortina d’água na confluência dos rios Paraná e Iguaçu. Os visitantes contarão ainda com playground, lojas de souvenirs, mirantes e decks na área do Marco das Três Fronteiras, além de bicicletário, café e píer para passeios de barco no Rio Paraná.