Por intermédio da Portaria nº 628/2014, o Ministério da Saúde definiu os temas e objetivos prioritários para a criação de novos projetos do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde – SUS para os próximos três anos. Os novos projetos a serem apresentados à Secretaria-Executiva do referido ministério deverão observar o disposto no anexo da Portaria.

Entre os temas, destacam-se o apoio à implementação, a estruturação, a gestão e a avaliação das redes de atenção, em especial a rede temática de urgência e emergência, da atenção à mulher e à criança, da atenção a doenças crônicas, de cuidados à pessoa com deficiência, à pessoa idosa e da saúde mental com ênfase nos cuidados aos usuários de crack e outras drogas.

O Sistema Único de Saúde é um dos maiores sistemas públicos de saúde do mundo. Ele abrange desde o simples atendimento ambulatorial até o transplante de órgãos, garantindo acesso integral, universal e gratuito para toda a população do país. Amparado por um conceito ampliado de saúde, o SUS foi criado, em 1988 pela Constituição Federal Brasileira, para ser o sistema de saúde dos mais de 180 milhões de brasileiros à época.

É justamente por essa amplitude de atuação que o SUS precisa estabelecer, de três em três anos, as áreas prioritárias de atuação. No geral, são as áreas que demandam mais atendimento e/ou de gravidade maior, que carecem de ações mais imediatas. Dessa forma, com foco nas áreas cruciais, os gestores conseguem combater com maior efetividade os problemas do sistema.