O Ministério da Saúde anunciou a incorporação do uso do equipamento PET-CT, utilizado para detecção de câncer, ao Sistema Único de Saúde. Três portarias foram publicadas no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 23, tratando dos normativos para uso do aparelho.

 O equipamento será usado para a detecção de metástase de câncer colorretal, estadiamento clínico do câncer (estágio da doença) de pulmão de células não-pequenas e estadiamento e avaliação da resposta ao tratamento do linfoma de Hodgkin e linfoma não Hodgkin.

O PET-CT faz associação entre tomografia por emissão de pósitrons e a tomografia computadorizada. A tecnologia é uma aposta para a revolução na identificação precoce e tratamento eficaz do câncer. O governo estudava a incorporação do PET-CT desde 2012.

Comentários do CAB: Segundo o Ministério da Saúde, há 276 hospitais habilitados no tratamento do câncer. Todos os estados brasileiros têm pelo menos um, onde o paciente com câncer encontra desde a execução de exames até a realização de cirurgias mais complexas. Cabe às secretarias estaduais e municipais de Saúde organizar o atendimento dos pacientes na rede assistencial, definindo para que hospitais os pacientes, que precisam entrar no sistema público de saúde por meio da Rede de Atenção Básica.

O dispositivo custa mais de R$ 4 milhões e é um dos mais modernos do mundo. Esta é uma notícia excelente para os pacientes do câncer no país. Sem dúvidas, um ótimo investimento do Poder Executivo para a saúde pública brasileira.