Por meio de diversas portarias publicadas no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 19, o Ministério da Saúde autorizou a liberação de exatos R$ 13.956.314.445 para serem utilizados na assistência de média e alta complexidade hospitalar e ambulatorial.  São Paulo receberá quase R$ 8 bilhões deste montante, seguido pelo Rio de Janeiro (R$ 3,2 bilhões) e Santa Catarina (R$ 1,2 bilhões). Paraíba e Pará também foram beneficiados com quantias menores.

Comentários do CAB: A cifra assusta até quem é da área orçamentária. Como é possível que um país com tanto dinheiro investido ainda tenha a saúde como uma das áreas de atuação mais deficientes? Isto mostra que o problema da sociedade brasileira não é a falta de recursos, mas, sim, a inexistência de um verdadeiro plano de governança para uma aplicação eficaz do montante, além da intensificação do combate à corrupção.