O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios – MPDFT, por meio da portaria nº 6, de 30 de janeiro de 2015 instaurou Inquérito Civil Público para apurar irregularidades no atendimento à população realizado por profissionais de saúde do Distrito Federal. O procedimento foi instaurado pela Promotora de Justiça em exercício na 5ª PRODEP, Juliana Ferraz da Rocha Santilli, e deverá apurar irregularidades na frequência da prestação de serviços de saúde e no atendimento realizado por servidores do Centro de Saúde nº 01 de Taguatinga – DF, bem como supostas alterações na folha de ponto de seus funcionários.

A suspeita é que funcionários públicos, especialmente médicos e enfermeiros, estejam batendo o ponto sem estar na unidade de saúde. Logo, eles acabam recebendo por escalas e plantões que jamais fizeram, prejudicando tanto o erário quanto a população que deveria ser atendida.

O Inquérito, registrado no Sisproweb sob nº 08190.019476/15-31, tem como interessados o Centro de Saúde nº 01 de Taguatinga, a Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal, Ana Lins de Almeida, Valterdes de Carvalho Melo e Ana Delian Nunes Pereira Motta.