A presidente da República, Dilma Rousseff, sancionou a Medida Provisória nº 655/2014, que autoriza a abertura de crédito extraordinário de R$ 5,4 bilhões em favor de “Operações Oficiais de Crédito”. O valor será utilizado para concessões de bolsa para Financiamento Estudantil – Fies.

O dinheiro será usado para garantir o acesso de estudantes a universidades particulares por meio de novos financiamentos, adiantamentos de empréstimos já contratados e de contratos anteriores não quitados.

É a terceira vez no ano que o governo abre crédito extraordinário para o Fies por intermédio de medida provisória. Em fevereiro, uma lei aprovou a abertura de crédito de US$ 2,5 bilhões para o Fies. Em abril, foram mais R$ 4,9 bilhões. Já em 2013, o governo já havia conseguido R$ 1,68 bilhão em março e R$ 2,9 bilhões em junho para o Fies.

Criado em 1999, o Fies financia até 100% do valor da mensalidade do curso do ensino superior e o estudante começa a pagar as prestações do financiamento a partir do 19° mês após a conclusão do curso.