A Promotoria de Justiça do Distrito Federal e Territórios instaurou inquérito civil público para apurar denúncia de irregularidades ocorridas no âmbito do Tribunal de Contas do DF. O inquérito está registrado no Sistema de Controle e Acompanhamento dos Feitos e Requerimentos sob nº 08190.019340/15-40.

A medida foi determinada pela Procuradora Juliana Ferraz da Rocha Santilli, que exerce suas atividades na 5ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social – Prodep. O inquérito tem como interessados o TCDF e Bessar Arthas.

A Portaria nº 57, de 30 de março de 2015, que ordenou a abertura do inquérito, foi publicada hoje no Diário Oficial da União. Não há mais informações disponíveis, já que o MPDFT preserva o sigilo da ocorrência até que o processo de investigação esteja concluído.