A Promotoria de Justiça do Distrito Federal instaurou inquérito civil público para apurar eventuais irregularidades ocorridas na prestação de serviços em jogos realizados no Estádio Nacional Mané Garrincha

O procedimento, que está registrado no Sistema de Controle e Acompanhamento dos Feitos e Requerimentos, sob o nº 08190.108630/15-85, foi iniciado pelo Promotor de Justiça, em exercício na 6ª Promotoria de Defesa do Patrimônio Público e Social – Prodep, Alexandre Fernandes Gonçalves.

A investigação tem como interessados Antônio José da Silva Barros, Banco de Brasília – BRB, e a Federação Brasiliense de Futebol. O procedimento deverá apurar supostas irregularidades ocorridas na prestação de serviços de venda e troca de ingressos em jogos realizados no estádio.

Futebol no DF

A Federação Brasiliense de Futebol é uma entidade que controla o esporte no Distrito Federal e representa os clubes da região na Confederação Brasileira de Futebol.

Com os jogos da Copa 2014, e em meio a críticas, Brasília ganhou mais um monumento: o Estádio Nacional Mané Garrincha. O gigante de 46 metros de altura foi inaugurado no dia 18 de maio de 2013, com a decisão do campeonato local. Possuindo uma área construída de 218,8 mil metros quadrados, o Mané Garrincha pode receber aproximadamente 72,8 pessoas. O estádio foi construído após a demolição da arena antiga em 2010.

Segundo informa o Governo, foram investidos mais de R$ 1,4 bilhão na sua implementação. Além da preparação para a Copa 2014, um dos argumentos utilizados para a sua construção foi que Brasília não contava com nenhum local apropriado para a realização de grandes eventos, que então eram promovidos no canteiro central da Esplanada dos Ministérios.