A mesa (redonda) e a cadeira da imagem ao lado, são do gabinete do presidente da Terracap. O aparelho de telefone celular, em primeiro plano, é de Alexandre Navarro, que dirige a estatal de terras de Brasília desde meados de fevereiro.

A moça que aparece na tela do equipamento é interlocutora contumaz de Navarro. Os dois trocam mensagens pouco republicanas pelo Whatsapp. É propina. E uma parte – é o que se lê nas mensagens – vai para o PSB, partido do governador do Distrito Federal.

A ideia que se tem é a de que o governo de Rodrigo Rollemberg está definitivamente contaminado. Além dos feudos que chegam dos domínios da Família Sarney por meio de S.A., o terreno do governador se encontra infestado de ervas daninhas.

– Estão montando uma quadrilha aqui. O lugar desse pessoal é na cadeia. Não sei se o governador concorda ou não com isso, mas passou do limite. Fazendo todos esses cortes enquanto o roubo anda solto por aqui. Cadeia!

Essa é a abertura do e-mail que chegou à Diretoria de Redação de Notibras com as mais novas denúncias contra Alexandre Navarro. O remetente diz não ter nada a temer, mas Notibras faz questão de preservar a fonte. Porém, pelas circunstâncias em que as provas foram colhidas, sabe-se que é gente do primeiro escalão da Terracap.

– (…) tenho vida depois dessa passagem horrível por essa empresa dirigida por tanta gente corrupta e sem caráter. Já tem algum tempo que tirei essas fotos. São do telefone do Navarro, tiradas na sala dele depois de uma reunião. Ele deixou o celular sobre a mesa e foi na sala ao lado atender a uma ligação. Aproveitei a oportunidade para me proteger do que viria pela frente. É importante ter provas de que não tenho nenhuma ligação com isso. Passou do limite, enfatiza trecho do e-mail.

O informante de Notibras conclui de forma enfática. “Isso aqui é caso de polícia e cadeia!”.

Determinadas matérias, como esta, nem precisavam ser escritas. O enredo já foi redigido pelos próprios personagens, como em um seriado de arrepiar o horário das 23. Não um filme de terror, mas de mafiosos. É só mostrar as fotos. E como uma imagem vale mais que mil palavras…

A seguir, um diálogo entre Alexandre Navarro e a operadora identificada no celular do próprio presidente da Terracap como Fabiana PSB, ou Fabi, como Navarro trata na intimidade aquela que é diretora da estatal presidida por ele.

A missão de Fabi com a nomeação está clara no diálogo estabelecido. As imagens do aplicativo de mensagens que revelam as negociatas existentes na Terracap são impressionantes. Assim como Dilma Rousseff, Rollemberg está tonto e tem colecionado nomes em seu staff que podem levá-lo à ingovernabilidade.

Mais trechos do diálogo entre Navarro e Fabi, quando acertavam uma suposta propina a ser dividida com o grupo deles, incluindo a parcela partidária, podem ser vistos a seguir. Os percentuais variam entre 12% e 15 por cento – o que não é pouco, diante dos valores lá praticados -, para obter a assinatura de ouro que valida os negócios na Terracap.

A prática ainda exige que parte dos acertos sejam pagos adiantados. Se algum empresário ou investidor do setor pretende sobreviver no atual governo, então que vá a bordo de um veículo off road, tração nas 4 rodas, porque o terreno é difícil e cheio de obstáculos.

Outras trocas de mensagens estão a caminho do Ministério Público. A bela Fabi do PSB de Pernambuco pode ter um grande arrependimento em trocar as areias de Boa Viagem pelas terras candangas.

Alexandre Navarro não chega a ser uma surpresa. Outros episódios envolvendo seu nome de ouro em assuntos menos nobres, já estavam sob investigação como revelou Notibras em matérias anteriores.

A postura do presidente da Terracap tem colocado Rodrigo Rollemberg entre o paredão e o pelotão de fuzilamento, que municia as armas para sua execução sumária. E munição não vai faltar.

Veja matéria completa com fotos no site Notibras

Fonte: Portal Notibras