A Presidente da República, Dilma Rousseff, autorizou a liberação de R$ 1.304.652.399 para ser utilizado em diversas finalidades. Em uma página e meia do Diário Oficial, estão listados os órgãos e atividades que receberão o montante. O principal setor beneficiado é o da agropecuária, já que R$ 520 milhões serão destinados para subsidiar os preços na comercialização de produtos oriundos da atividade. Os micro e pequenos empreendedores também tem o que comemorar: R$ 400 milhões vão ser aplicados nas operações de microcrédito produtivo.

Já as ações de Defesa Civil terão quase R$ 363 milhões adicionais para utilização, principalmente, de vítimas de chuvas, alagamentos, deslizamentos e atendimento às vítimas, além da antecipação de benefícios da Seguridade Social. O montante destinado ao Fundo Garantia-Safra, vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Agrário, será de quase R$ 274 milhões.

Estão previstos também recursos para a Política Nacional de Justiça, Força Nacional de Segurança Pública, indenização financeira para empresas de transporte de passageiros que fazem o trajeto entre o DF e o entorno, obras hidroviárias emergenciais, apoio logístico à segurança pública no RJ, e recursos para subsidiar a produção elétrica da usina de Itaipu.

Comentários do CAB: É interessante notar o número de subvenções que o governo federal é obrigado a fazer para estimular a economia brasileira. A agricultura, pecuária, setor elétrico, setor de transportes, são apenas alguns dos inúmeros beneficiados de alguma forma por recursos públicos. Enquanto o País não parar de tentar remediar os problemas, em vez de investir com seriedade na prevenção, continuará vendo bilhões de reais escorrendo pelo ralo.