No Acórdão nº 2421/2013, o Tribunal de Contas da União – TCU deu ciência da seguinte impropriedade constatada no Processo nº TC 006.685/2013-7:

“[…] realização de licitação para a aquisição de medicamentos e produtos afins por lote ou pelo preço global, sem considerar o melhor preço de cada item de produto, contrariando o disposto no artigo 15, inciso IV, da Lei. 8.666/1993 […]”

Note-se que o TCU recomendou considerar o melhor preço de cada item, em vez de realizar licitação por empreitada global.

Veja a íntegra do referido Acórdão, publicado no Diário Oficial da União do dia 23 de setembro.