Com informações da Assessoria de Comunicação do Ministério do Planejamento

Por intermédio do Registro de Preços, o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão abrirá consulta pública para aquisição de produtos de sensoriamento remoto, entre eles imagens de satélite. Segundo o ministério, isso permitirá a padronização das especificações de bens e serviços, mais transparência e economia de recursos públicos nas compras de um dos insumos fundamentais para a execução de políticas públicas que utilizam dados geoespaciais. A proposta de comprar imagens de satélite pelo Registro de Preços permitirá atender ao conjunto dos órgãos da Administração Pública, evitando pulverização e compras em duplicidade.

Atualmente, 11 órgãos federais estão com a situação concluída, mas existem mais de 30 em processo de adesão. Essa participação é de fundamental importância, pois a Inde – uma plataforma cujo objetivo é “reunir, catalogar, integrar, harmonizar e disseminar dados e informações geoespaciais” – depende da colaboração deles para abastecer a ferramenta com dados.

As aquisições em grande volume proporciona economicidade e ganho de escala, pois passa a ter o acompanhamento dos órgãos de controle, das empresas participantes e da sociedade. Estima-se que o edital seja lançado durante o primeiro semestre do ano que vem.