O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), quer que o governo federal devolva uma verba de cerca de R$ 400 milhões aos cofres da cidade para investir em novas obras. O pedido foi feito à presidente Dilma Rousseff (PT) durante uma reunião em Brasília na segunda-feira, dia 9. O dinheiro é proveniente do Programa de Aceleração do Crescimento – PAC e foi gerado após economia feita pela Prefeitura de São Paulo na licitação de obras.

Segundo o prefeito, ele conseguiu um desconto de 18% das obras financiadas do PAC, baseada no Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil – Sinapi, utilizado como base pela Caixa Econômica Federal. Haddad disse que, apesar da Caixa Econômica Federal ter uma tabela que é considerada pelo meio empresarial apertada, a economia foi possível através da concorrência. “O que eu reivindiquei a ela, e ela ficou de analisar, é utilizar o recurso economizado para outras obras. Se nós estamos fazendo economia graças ao esforço da Prefeitura, por que não abrir para outras obras que a cidade também precisa?”, questionou o prefeito.

O ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, deverá analisar seu pedido. Não há uma data definida para a resposta. Semana passada, o prefeito e o governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciaram que iriam tentar captar verbas para obras de aprimoramento nas represas paulistanas, para tentar resolver a crise hídrica que afeta o estado.