A Prefeitura de São Paulo/SP lançou um edital de licitação para a renovação da iluminação pública da cidade. O certame prevê a troca de aproximadamente 620 mil lâmpadas de vapor de sódio ou mercúrio por equipamentos de tecnologia led, que iluminam melhor e possuem consumo reduzido de energia. Serão criados também aproximadamente 76 mil novos pontos de luz em cinco anos. A economia de energia é estimada pela prefeitura em cerca de 50%.

A licitação será realizada no modelo de Parceria Público-Privada – PPP e está aberta para empresas nacionais e internacionais. O contrato está estimado em R$ 2 bilhões e será válido por 20 anos. Apesar do valor alto, a Prefeitura acredita que o custo será compensado com a economia gerada pela nova tecnologia. Segundo a administração, não haverá aumento de impostos nem reajustes na conta.

A abertura dos envelopes contendo as propostas ocorrerá no dia 23 de junho. Após chamamento público, realizado em outubro de 2013, 41 empresas manifestaram interesse no projeto e se dispuseram a apresentar propostas de modernização do conjunto de iluminação da cidade. Porém, apenas 34 foram autorizadas pelo governo local a desenvolver a proposta.

Segundo o prefeito Fernando Haddad, todo o país deveria trocar as lâmpadas por led, pois haveria um considerável impacto no gasto de eletricidade. Em São Paulo, a expectativa é que a economia seja tanta que seria possível desligar uma pequena termelétrica sem prejuízo para a cidade.