Da Agência Senado

A Comissão de Assuntos Econômicos – CAE deverá sabatinar, na próxima quarta-feira, 23, a partir das 9h30, os três indicados ao cargo de ministro do Tribunal de Contas da União – TCU. A previsão é de que cada sabatina dure cerca de uma hora. Em seguida, os senadores decidirão, em votação secreta, se cada um dos candidatos reúne os requisitos constitucionais para ocupar o cargo.

A partir dos pareceres, caberá ao Plenário escolher o indicado, o que pode ocorrer ainda na quarta-feira. Quem tiver mais votos favoráveis será o novo integrante do TCU, no lugar de Valmir Campelo, recentemente aposentado.

Disputam a vaga dois consultores do Senado e um auditor de controle externo do próprio TCU. O primeiro sabatinado, o consultor legislativo Bruno Dantas, foi indicado pela base do governo no lugar do senador Gim (PTB-DF), que desistiu da disputa após sofrer resistência à sua indicação. O segundo será o auditor Sérgio Mendes, indicado pelo senador Vicentinho Alves (SDD-TO). Último a falar, o consultor de Orçamento Fernando Moutinho é a aposta dos partidos de oposição para a vaga.

Os relatórios sobre as sabatinas de Dantas, Mendes e Moutinho serão feitos, respectivamente, pelos senadores Vital do Rêgo (PMDB-PB), Antonio Carlos Rodrigues (PR-SP) e Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP).

Na tarde de terça-feira, as mensagens com as indicações serão lidas em reunião da CAE, requisito para que as sabatinas ocorram no dia seguinte.

Comentários do CAB: Geralmente, a decisão pelo perfil técnico costuma ser a melhor, mas isto não é uma regra. Tanto que o ex-ministro Valmir Campelo, mesmo sendo oriundo do ambiente político, emitia pareceres extremamente completos e de uma precisão inigualável. Todos os indicados são igualmente capacitados para a vaga, mas aparentemente o consultor Bruno Dantas sai na frente pelo apoio que possui.