A Secretaria Nacional de Segurança Pública editou normativo estabelecendo sua política de pessoal para os profissionais da segurança pública lotados em área de fronteira.

Estabeleceram-se, como objetivos, promover melhores condições de qualidade de vida para esses profissionais, valorizar o seu trabalho e a sua permanente capacitação, estimular a lotação em municípios fronteiriços e diminuir a evasão da faixa de fronteira.

Para alcançar os objetivos há inúmeras ações previstas, como incentivar o financiamento de casas em cidades de fronteiras, propiciar acesso melhor a creches, instituições de ensino e a planos de saúde.

Brasília, quando foi criada, estimulou a vinda de profissionais para os setore público e privado por meio dessa espécie de incentivos. É justa a medida adotada e a população agradece, embora onerando os cofres públicos.