A Corregedoria-Geral do Ministério da Fazenda e a Corregedoria da Secretaria da Receita Federal do Brasil efetuarão periódico e sistemático acompanhamento da evolução patrimonial dos servidores do Ministério da Fazenda e da Secretaria da Receita Federal do Brasil, a fim de verificar indícios de enriquecimento ilícito.

Confira o teor da Portaria nº 26, de 30 de outubro de 2013.

Comentário do CAB: esse acompanhamento mais detalhado da evolução patrimonial, se realizado realmente de modo eficiente, deveria ser estendido para todos os agentes públicos que atuam nos órgãos de Controle, interno e externo, da administração pública federal, estadual, distrital e municipal.