Nesta última terça-feira, 9, o Tribunal de Contas da União – TCU abriu concurso público para o preenchimento de 108 vagas nos cargos de Técnico e Auditor Federal do Controle Externo. As regras da concorrência foram dispostas em dois editais: n° 5 e n° 6.

As inscrições do certame se iniciam a partir das 10 horas do dia 15 deste mês e vão até às 18 horas do dia 29 de junho. Os interessados deverão realizá-las, por meio eletrônico, no site do Cespe/UNB (http://www.cespe.unb.br/). As taxas são de R$ 90,00 (nível médio) e R$ 160,00 (nível superior).

Os candidatos deverão fazer duas provas objetivas e duas subjetivas nos dias 9 de agosto, nos turnos da manhã e da tarde para o cargo de técnico e 16 de agosto para o auditor. A banca organizadora disponibilizará os locais das avaliações a partir do dia 30 no site da instituição.

Técnico do Controle Externo

Na área técnica, serão ofertadas 42 vagas na especialidade Técnica Administrativa. Para concorrer, os candidatos deverão apresentar certificado de conclusão de ensino médio, reconhecido pelo Ministério da Educação – MEC. A remuneração deste cargo (Técnico do Controle Externo) será de R$ 7.938,36 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais. Há oferta de vagas nas cidades de Rio Branco (AC), Manaus (AM), Salvador (BA), Brasília (DF), São Luís (MA), Cuiabá (MT), Belém (PA), Recife (PE), Porto Velho (RO) e Boa Vista (RR).

O Técnico do Controle Externo deverá executar tarefas de apoio técnico e administrativo necessárias ao desempenho das atividades inerentes ao funcionamento do TCU.

Auditor do Controle Externo

Aprovados vão passar por curso de formação para especialização.
Vagas serão para técnico de controle externo e auditor.

O candidato que pretende concorrer às vagas para o cargo de Auditor do Controle Externo deverá optar entre duas áreas: Auditoria Governamental ou Tecnologia da Informação. O edital prevê 36 vagas para auditoria governamental, sendo 29 para Brasília/DF, duas para Rio Branco/AC, uma para Macapá/AP, uma para Manaus/AM, uma para Cuiabá/MT, uma para Belém/PA e uma Boa Vista/RR. Para a especialidade de Auditoria de Tecnologia da Informação, são ofertadas 30 oportunidades de trabalho em Brasília –DF.

A banca exige que os candidatos apresentem diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso de nível superior ou habilitação legal equivalente em qualquer área de formação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

Dentre as atribuições do auditor está: o desenvolvimento de atividades de planejamento, coordenação e de execução relativas à fiscalização e ao controle externo da arrecadação e aplicação de recursos da União, bem como da administração desses recursos, examinando a legalidade, a legitimidade, a economicidade, a eficiência e a efetividade em seus aspectos financeiro, orçamentário, contábil, patrimonial e operacional, dos atos daqueles jurisdicionados ao Tribunal de Contas da União.

O profissional que for nomeado perceberá uma remuneração de R$ 14.078,66 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Segunda etapa

O candidato aprovado nas avaliações objetivas e discursivas será convocado para realizar um programa de formação, com duração mínima de 60 horas para técnico e de 120 horas para auditor. Esta fase do concurso ocorrerá em Brasília/DF.