O Tribunal de Contas da União – TCU auxiliará a Comissão de Viação e Transportes – CVT da Câmara dos Deputados na fiscalização da Ferrovia de Integração Oeste-Leste. A solicitação da CVT, atendida pelo TCU na última quarta-feira, 2, prevê reuniões de trabalho com representantes do TCU, envio de cópia dos principais trabalhos de fiscalização realizados pelo tribunal e realização de visitas técnicas às obras.

A solicitação da CVT aponta a necessidade de examinar com maior profundidade as atividades relativas à VALEC Engenharia, Construções e Ferrovias S.A, quanto aos empreendimentos de ferrovias, em especial às obras da Ferrovia Oeste-Leste.

O TCU selecionou e encaminhou à CVT quinze processos realizados pelo tribunal desde 2010 nas obras da Fiol: treze relatórios de auditoria, uma representação e uma denúncia.

A Ferrovia de Integração Oeste-Leste é uma obra do Programa de Aceleração do Crescimento, do governo federal, e ligará Ilhéus, na Bahia, a Figueirópolis, no Estado do Tocantins. Terá uma extensão total de 1.527 km, dos quais aproximadamente 1.100 km na Bahia, com investimentos estimados em R$ 6 bilhões, e vai transformar-se no eixo ferroviário leste-oeste do país. Em Figueirópolis ela tem a previsão de se conectar com a Ferrovia Norte-Sul.

A VALEC Engenharia, Construções e Ferrovias S.A. é uma empresa pública, sob a forma de sociedade por ações, vinculada ao Ministério dos Transportes.