O Tribunal de Contas da União – TCU vai iniciar na quarta-feira, 23, o julgamento da ação que investiga a compra da Refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, adquirida pela Petrobras em 2007.

O relator do processo, ministro José Jorge, terminou sua análise dos documentos técnicos produzidos desde o ano passado sobre a aquisição da refinaria e colocou o processo na pauta de julgamento de quarta-feira. O processo começa a ser julgado, mas algum dos outros oito ministros pode pedir vista o que fará com que ele não seja concluído nesta semana.

O processo teve início no ano passado após o Ministério Público junto ao TCU pedir uma investigação sobre a compra por suspeita de superfaturamento. Desde então, os técnicos do TCU pediram dezenas de documentos e fizeram vários pedidos de explicação à petroleira estatal sobre a aquisição. Os técnicos do TCU estão divididos entre responsabilizar ou não a presidente Dilma Rousseff e outros integrantes do Conselho de Administração da Petrobras à época da compra da refinaria.

Além da punição com multa para Dilma e para os demais integrantes do conselho que deram aval para o negócio, auditores divergem também em relação à culpa do Departamento Jurídico da Petrobras e ao montante total a ser restituído que variam entre US$ 619 milhões e US$ 873 milhões.