O governo do Estado de São Paulo realiza hoje, 31, através de Parceria Público-Privada – PPP, nova licitação para a concessão da linha 6 – Laranja do metrô.

Na licitação anterior não houve apresentação de qualquer proposta. Nessa nova tentativa, a Administração atraiu para si o ônus pela desapropriações e reassentamentos, reajustou os preços estimados e ressaltou a ausência de cobrança de PIS-COFINS.

A PPP exigirá R$8 bilhões em investimentos e vence quem propuser o menor preço a ser pago por parte do estado, sendo que o contrato dura 25 anos.

Além do repasse pela Administração, cujo limite máximo é de R$ 603 milhões anuais, a concessionária também receberá o valor de R$1,60 por passageiro.

A expectativa é de que três consórcios apresentem propostas.

Confira a íntegra da material publicada no jornal Valor Econômico.