O senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), alinhado ao Palácio do Planalto na condução da CPI mista da Petrobras e presidente da comissão que debateu a reforma da Lei de Licitações, é o nome escolhido pelo partido para ocupar a vaga do ministro José Jorge no Tribunal de Contas da União – TCU. Jorge se aposenta no dia 18 de novembro. O aliado, cuja indicação deve ser confirmada em reunião de bancada do PMDB nesta semana, vai herdar a relatoria do processo que investiga a estatal petroleira. A ideia inicial do governo era emplacar a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Ideli Salvatti, no entanto, diante da resistência dos senadores, havia o risco de a Casa não aprová-la em votação secreta.

Ideli ainda pode sonhar com uma vaga no TCU, já que José Múcio Monteiro pode acabar antecipando a aposentadoria para assumir a Secretaria de Relações Institucionais – SRI com o aval do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, segundo apontam rumores.

Cotado para ser líder do governo no Senado ou ainda candidato à presidência da Casa caso Renan Calheiros (PMDB-AL) realmente desista da reeleição, Vital do Rêgo teria ainda quatro anos de mandato como senador. Fontes do congresso, no entanto, afirmam que Vital já teria comentado com colegas de partido que desejaria uma cadeira na corte de contas.