O Congresso Nacional escolheu Vital do Rêgo Filho para o cargo de Ministro do Tribunal de Contas da União.

Vital do Rêgo é advogado, médico e senador pelo PMDB –PB e deverá ocupar  a vaga do ministro José Jorge que se aposentou compulsoriamente aos 70 anos e já não exerce atividades no Tribunal.

O senador, que tem mandato até 2019, atualmente desempenha suas atividades em comissões do Senado relacionadas à economia e tributação. É titular da Comissão de Assuntos Econômicos, na Subcomissão Permanente para tratar dos Temas Estruturais e de Longo Prazo da Economia Brasileira e do Comitê de Avaliação da Receita.

Também é membro de outras importantes comissões do Congresso, entre elas a Comissão de Assuntos Sociais, Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania, Comissão de Ciência, Inovação, Comunicação e Informática, Comissão de Educação, Cultura e Esporte.

Dentre os principais projetos apresentados pelo político estão as propostas de emenda constitucional PEC 46/2013 de 16/09/2013, que altera a Constituição Federal (CF) para estabelecer que Lei específica disciplinará a instituição de consórcio público, com personalidade jurídica de direito privado, destinado à atuação exclusiva no âmbito do sistema único de saúde e na atenção básica à saúde; a PEC 91/2011 de 15/09/2011, que altera o art. 37 da CF para estabelecer a gratuidade de inscrição em concurso público; a PEC 34/2011 de 11/05/2011, que dispõe sobre a criação da carreira de médico de Estado e a PEC 15/2012 de 21/03/2012, que altera o art. 96 da Constituição para dispor sobre a eleição dos órgãos diretivos dos Tribunais de segundo grau.

Dos nove ministros do TCU, três são indicados pelo presidente da República, três, pela Câmara dos Deputados e três, pelo Senado. O TCU é órgão de controle externo, auxiliar do Congresso Nacional, que exerce competências estabelecidas pela Constituição Federal.